Académica
Beira Mar
Benfica
Braga
Estoril
Porto
Gil Vicente
Marítimo
Moreirense
Nacional
Olhanense
Paços de Ferreira
Rio Ave
Sporting
Vitória de Guimarães
Vitória de Setúbal
 
Todos os artigos relacionados com " europa"

O que é o TugaSport?

O TugaSport tem como objectivo informar-lhe e dar-lhe a conhecer as ultimas novidades no mundo do desporto. Poderá também assistir aos jogos de futebol online, aqui no TugaSport!.


Euro 2008: Final – Alemanha vs Espanha é hoje!

Final do Euro 2008 - Alemanha vs Espanha

Cidade: Viena | Estádio: Ernst Happel | Capacidade: 55.000 lugares

Quem levará a melhor hoje?

Após um mês de competição onde estavam as 16 melhores selecções, hoje encontraremos o novo campeão europeu de selecções. De um lado a poderosa Mannschaft contra a Armada. Alemanha e Espanha procuram ser o vencedor da XIII edição do Campeonato da Europa de 2008, realizada na Áustria e Suiça.

A Espanha vai procurar colocar um ponto final a 44 anos de jejum em títulos de grandes competições. O único grande troféu conquistado pela Espanha data de 1964, quando a selecção espanhola, na qualidade de anfitriã, bateu a URSS na final e conquistou o Campeonato da Europa desse ano. Contudo, os espanhóis jogarão contra a mais bem sucedida selecção da história da competição. A Alemanha vai disputar a sua sexta final – um recorde – e tenta erguer a Taça Henri Delaunay pela quarta vez, depois dos triunfos em 1972, 1980 e 1996.

Análise às equipas:

Continue a ler »

Euro 2008: Ponto de situação

Agora que o Euro vai parar por alguns dias, eis os resultados completos dos quartos de final e jogos marcados para as meias finais.

Resultados Quartos de Final do Euro 2008

Os meus favoritos, Portugal, Itália e Holanda já foram. Estou a torcer agora pela Alemanha e Rússia na final com os alemães como vencedores do Campeonato da Europa 2008.

Euro 2008: Resultados do Grupo D – 1ª jornada

Espanha 4 - Rússia 1

A Espanha fez uma grande exibição contra a Rússia em Innsbruck. A Rússia nos minutos iniciais do encontro, tentou ainda causar muitas dificuldades na organização de jogo dos espanhóis e estava a sair bem no contra-ataque. Ainda assim, foi a Espanha a ensaiar mais vezes o remate, 21 no total, contra 12 da Rússia.

Foi através de uma iniciativa individual de Fernando Torres que a Espanha chegou ao golo. O avançado do Liverpool encontrou espaço para evoluir no terreno, descaiu para a esquerda, tirou um adversário do caminho e deixou em David Villa que, isolado na zona da grande penalidade, só teve de encostar para inaugurar (20 minutos) o marcador.

Na resposta, a Rússia causou calafrios à defensiva espanhola, com Semak a rematar ao poste depois de uma boa jogada de ataque pelo flanco esquerdo. Sempre à procura do golo, a Rússia viu a Espanha utilizar o contra-ataque para ampliar a vantagem a um minuto do intervalo.

De novo Fernando Torres na jogada, a tocar de primeira para Iniesta que trabalhou bem em frente aos defesas e colocou em Villa, que saiu no limite do fora-de-jogo para marcar o segundo da Espanha.

No segundo tempo, a Espanha recuou um pouco, dando espaço para a Rússia tomar a iniciativa do jogo, e espreitando as saídas em contra-ataque, forma como conseguiu chegar ao terceiro golo, novamente por Villa (74m). Pavlyuchenko (85m) reduziu a desvantagem na sequência de um canto.

A Espanha colocou um ponto final no resultado já depois do tempo regulamentar. Fàbregas marcou depois de uma jogada de contra-ataque, embora ficasse a sensação de que o jogador do Arsenal estivesse em posição irregular.

David-Villa

Grécia 0 - Suécia 2

A Suécia derrotou a Grécia, actual campeã da Europa, por 2-0, golos de Ibrahimovic e Hansson. Foi um fraco espectáculo e valeu apenas pelos dois golos na segunda parte. O público não gostou do que viu e assobiou várias vezes ao longo do jogo.

A selecção sueca inaugurou o marcador aos 67 minutos, após uma excelente combinação entre Ibrahimovic e Larsson, com a bola a sobrar para o primeiro e o avançado do Inter a desferir um remate violento e sem hipóteses para o guardião contrário.

A perder a Grécia alterou o esquema táctico com a saída de um defesa e a Suécia aproveitou esse momento para marcar. Aos 72 minutos, após o guarda-redes Nikopolidis ter defendido o remate inicial, a bola sobrou para Hansson e após vários ressaltos acabou por marcar.

A perder por 2-0, a estratégia da selecção helénica, que passava por tentar aproveitar um erro do adversário para marcar, caiu por terra e o jogo estava perdido.

Zçatan-Ibramovich

Próxima jornada – 14/06/08:

  • Suécia vs Espanha
  • Grécia vs Rússia

Taça UEFA: Pereirinha coloca Sporting nos quartos

Bruno Pereirinha

O Sporting qualificou-se para os quartos-de-final da Taça UEFA após a vitória por 1-0 sobre os ingleses do Bolton. Bruno Pereirinha fez o golo, aos 85 minutos.Não foi um grande espectáculo de futebol, já que o empate com golos trazido de Inglaterra permitia que a equipa leonina desse primazia ao controlo do jogo através da segurança na circulação de bola no meio-campo defensivo.

Apesar deste princípio, o Vukcevic, logo no primeiro minuto, esteve perto de marcar, num livre directo, defendido dificilmente para canto pelo guarda-redes do Bolton.

Perante um adversário que utilizou o 4x3x3 na procura dos corredores para chegar à baliza de Rui Patrício – embora o perigo chegasse através dos livres para dentro da área – a equipa verde e branca teve paciência, nunca arriscando a descompensação defensiva no momento após da perda de bola (e foram elas várias através de Polga, Tonel e Abel que pareciam estar com os pés tortos), o que resultou na utilização preferencial do remate de fora da área, várias vezes tentado por Romagnoli, Liedson e João Moutinho.

Sem alterações na segunda parte, o Sporting voltou dos balneários novamente com mais posse de bola, mas sem conseguir entrar na grande área adversária, faltando o último passe às iniciativas atacantes.

Face às alterações introduzidas pelo treinador inglês – em busca do golo qualificador – o Sporting teve mais espaço no último quarto de hora e acelerou processos, através de Izmailov e Pereirinha nos corredores. Num desses lances, o Sporting chegou ao golo – num movimento fotocopiado do primeiro golo em Basileia – João Moutinho assistiu Pereirinha para, após ganhar espaço, rematar forte de pé esquerdo para Ali Al-Habsi.

Aumentada a vantagem na eliminatória, o Sporting construiu mais oportunidades de golo, com João Moutinho, Adrien e Liedson a estar perto do segundo golo que não apareceu.

O Sporting controlou durante os 90 minutos um adversário que precisava de marcar em Alvalade para se qualificar e apenas fez três remates à baliza – nenhum na segunda parte – contra 21 da equipa «verde e branca».
O Sporting, única equipa portuguesa ainda nas competições europeias, conhece o adversário nos quartos-de-final da Taça UEFA ao final da manhã de sexta-feira, 14 de Março.

Taça UEFA: Benfica sai pela porta dos fundos

GetafeBenfica

Mau. Muito mau este Benfica sem Camacho. Chalana bem tentou mas a “equipa” jogou miseralvemente na 2ª mão dos oitavos de final da Taça UEFA contra o Getafe em Espanha. Na 1ª mão, o clube espanhol (que está a realizar a sua primeira temporada na Europa) havia vencido na Luz por 2-1. A tarefa do Benfica era marcar pelo menos dois golos e não sofrer nenhum. Resultado: não marcou nenhum e até sofreu um golo.À pouco referi equipa entre aspas. Pois, apesar de estarem lá os 11 jogadores não se viu grande ajuda colectiva, não por individualismos mas sim por não haver apoio dos outros jogadores (desmarcações). Aliado à falta de motivação geral (incapacidade física é o melhor termo) e ao banho táctico que a equipa de suplentes do Getafe deu aos encarnados não se pode fazer nada.

Claro que faltou Cardozo e Binya, mas mesmo assim o “onze” que Chalana apresentou poderia e deveria ter feito muito melhor. A crise continua e não se sabe onde pode parar.

Conclusão final: Benfica eliminado da Taça UEFA. É a 2º equipa portuguesa a cair nesta ronda europeia, depois do Schalke ter eliminado o Porto na Liga dos Campeões. Vamos ver como se porta o Sporting amanhã…

Sorteios na Europa

Decorreu esta semana os sorteios para os oitavos de final da Liga dos Campeões e para os 32-avos da Taça UEFA. Pela primeira vez, 4 equipas portuguesas vão disputar jogos Europeus em Fevereiro, 1 deles na prova principal da UEFA, os restantes na Taça UEFA.

Sorteio UEFA

Ao FC Porto, calhou um equipa ao alcance dos dragões: Schalke 04, comparando com os restantes tubarões que podiam ter saído. É o regresso a Genselkirchen, estádio onde o Porto conquistou a sua 2ª Liga dos Campeões, derrotando o Mónaco por 3-0. Tem a sua obrigação de ganhar e de ser considerado o favorito. No entanto, nunca é demais esquecer que os alemães praticam um bom futebol e que estatiscamente, só por uma vez, o Porto passou para a eliminatória seguinte contra alemães.

Por sua vez, para as equipas presentes na Taça UEFA, ao Benfica calhou outro clube alemão, o Nuremberga. Outra equipa ao alcance dos benfiquistas. Ao Sporting saiu o traiçoeiro, Basileia da Suiça e ao infeliz Braga, que pode começar a preparar a sua saída visto que apanhou o poderoso Werden Bremen também da Alemanha.

São sortes distintas. Aos 3 grandes há a obrigação de ganhar mas, já tivemos surpresas bastantes desagradáveis. Lembro-me de Halmstad, GençlerBirligi e Spartak de Moscovo, equipas que humilharam os sportinguistas em casa.

Boa sorte aos 4 clubes na Europa

Braga empata na Grécia

Braga empata na UEFAO Sp. Braga foi empatar a uma bola ao terreno do Aris Salónica e precisa agora de uma vitória no último jogo da fase de grupos para se apurar para os 16-avos-de-final da Taça UEFA. A equipa portuguesa entrou bem na partida e marcou cedo, mas não conteve a pressão da equipa grega, que respondeu muito bem ao golo sofrido.

O Sp. Braga começou melhor e marcou logo aos seis minutos por Roland Linz. O avançado rematou com o pé direito dentro da pequena área, na sequência de um canto do lado direito batido por Peixoto. Chalkis, o guarda-redes do Aris, não conseguiu agarrar a bola e o austríaco não perdoou. Estava feito o 1-0.

O golo do ponta-de-lança teve o condão de acordar a equipa grega, que começou a ganhar a luta no meio campo, conseguindo marcar o golo do empate aos 26 minutos, depois de um canto de Aurélio. Papadopoulos recolheu a bola sobre a esquerda e cruzou para o outro central da equipa, o ex-jogador do Benfica Ronaldo, que finalizou de cabeça para o empate, resultado que se verificava ao intervalo.

A história da segunda parte da partida conta-se em poucas linhas. O equilíbrio foi a palavra de ordem e foram muito poucas as jogadas de perigo. Nenhuma das equipas conseguiu ter superioridade evidente, pelo que o empate aceita-se no final da partida. As entradas de João Pinto e Jaílson trouxeram mais vivacidade ao futebol arsenalista, mas Roland Linz não voltou a ter oportunidades para fazer o golo.

No outro jogo do Grupo F, o Bolton venceu o Estrela Vermelha por 1-0, está no primeiro lugar, com seis pontos, mas já não tem nenhuma partida para disputar. Ao Sp. Braga resta-lhe ganhar o último encontro da competição, em casa, frente aos sérvios, e esperar que haja um vencedor no Bayern-Aris do Arena de Munique para se apurar para a próxima fase. Em caso de empate neste último jogo, os minhotos precisam apenas de vencer por dois golos de diferença. Tudo adiado para dia 19.

[Fonte]

Bail Bonds Charlotte Idaho Falls Dentist