Académica
Beira Mar
Benfica
Braga
Estoril
Porto
Gil Vicente
Marítimo
Moreirense
Nacional
Olhanense
Paços de Ferreira
Rio Ave
Sporting
Vitória de Guimarães
Vitória de Setúbal
 

Porque o Belenenses não pode jogar as meias finais da Taça da Liga

Carlsberg Cup

O Belenenses não gostou da forma como o V. Guimarães foi considerado o melhor 2º da fase de grupos da Taça da Liga. Tudo isto se deve à má interpretação do termo “goal average”.

O Belenenses afirma que o termo “goal average” é o quociente entre o número de golos marcados com o número de golos sofridos quando na realidade todos nós sabemos que isso é falso. O termo “goal average” no futebol é a diferença entre o número de golos marcados e o número de golos sofridos.

Portanto, o “recurso contencioso e de anulação da decisão relativa à classificação da terceira fase da Taça da Liga e consequente exclusão do Belenenses do sorteio das meias-finais” da equipa do Restelo terá obviamente que ser indeferido. Se estavam preocupados em ir para as meias finais que tivessem marcado mais golos!


Está a ver o jogo? Comente:

1 Comentário

  • Essa do está claro não tem pés nem cabeça. Goal average foi usado em todas as competições da FIFA até aos anos 70 e sempre quis dizer “quociente”, no sentido de priveligear as equipas mais pequenas e mais defensivas. a partir do Mundial de 1970, preferiu-se (e bem do meu ponto de vista) favorecer o futebol de ataque e passou-se para o “goal difference” que também existe nos regulamentos internacionais.
    A letra (ainda que acreditando ter sido a intençao)é clara e agora não há nada a fazer a não ser dar razão ao Belenenses. O legislador que escreve “branco” pode pedir desculpa e dizer que se enganou, mas não pode vir dizer que na sua interpretação branco quer dizer preto.

Comente este post:

Bail Bonds Charlotte Idaho Falls Dentist